top of page

O Amor

Quando nascemos trazemos um propósito divino, uma missão, mas a grande missão que está na base da nossa existência é o Amor.

Como amar e ser amado todas as circunstâncias.

O Amor é um processo de aprendizagem, é aceitação, é energia divina que consoante as emoções e sentimentos vivenciados é colocado à prova diariamente.

Só ao experienciarmos várias situações no decorrer da nossa Vida vamos vivenciar o verdadeiro Amor, e esta é a verdadeira missão da nossa Vida, que está em constante mutação, o Amor.

Todos os dias estamos a aprender a Amar, a nós próprios, aos outros, ao mundo que nos rodeia, à Vida.

Se existem dias que olhamos o espelho sorrimos e gostamos do que vemos, outros dias escondemo-nos por trás de uma bonita maquiagem ou máscara, existem dias que amamos a nossa casa e o nosso carro, noutros dias temos vontade de fugir. Exatamente o mesmo com a nossa família e amigos, toleramos melhor ou não, consoante o nosso estado de espírito e consciência, se nos contrariam são bombardeados com acusações, quando a aceitação é a solução mais amorosa.

Algo de maravilhoso é que enquanto vivemos estamos a aprender a Amar, e temos toda a nossa Vida para ir concluindo esse processo, umas vezes com sucesso e outras um fracasso total.

Analisando a nossa existência, é fácil perceber como um bebé ama sem julgamento quem o trata bem e nutre as suas necessidades. A criança que faz birras quando é contrariada, os medos e julgamentos que os adolescentes criam aquando das primeiras amizades e paixões. Os adultos que com tantas crenças e preconceitos por vezes magoam quem os ama, na tentativa de serem uns melhor que os outros...

São os anciãos os que guardam mais sabedoria, pois são os que mais experiências vividas têm, é óbvio que o crescimento pessoal se faz consoante a nossa Vida, para uns de forma leve e fluída e para outros de forma mais dura e conturbada.

Abraçar uma experiência de vida mais leve passa por te conheceres e amares, conheceres a tua energia, permitires que te Amem e amares sem medo de perder, de sofrer. Sentir o Amor de forma profunda onde não existe julgamento, nem cobrança, onde se aceita que todos estão no seu processo e que está tudo certo, porque todos irão fazer as suas escolhas no seu momento, independentemente das consequências que daí advêm, pois é nessas consequências que vão encontrar e aprender como o Amor é importante no nosso processo de Vida.

Permite-te Amar e Ser Amado pelo menos uma vez, por cada dia da tua Vida, todos os dias vais a tempo.



21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page